Oliver Stuenkel analisa agenda da China e da Rússia na guerra da Síria
18/04/2018

O professor Oliver Stuenkel, em respostas às perguntas feitas na reportagem do jornal Nexo sobre a agenda chinesa para a guerra da Síria, disse que a China tem postura mais passiva que Rússia no conflito. Para o professor, que comentou aspectos de engajamento militar do País e semelhanças e diferenças entre as estratégias dos apoiadores do governo Sírio, “a China não tem interesse em assumir um papel de destaque nesse conflito, mas é um país que claramente tem um lado”.

Para conferir a matéria na íntegra, clique aqui.

Copyright © 2020 CPDOC

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede