Eventos

03 mar

Palestra

Japan-Brazil Panel: Gender Inequality in International Institutions and Global Politics

Data
03/03/2021
Horário
20h:00 até 21h:00
Local
Youtube Oficial da FGV
Sobre o Evento

O segundo painel Japão-Brasil sobre grandes questões globais ocorre no dia 03 de março, às 20h. O painel conta com a participação de Mariko Saito, especialista em gênero e desenvolvimento do United Nations Development Programme (UNDP), e de Renata Giannini, pesquisadora sênior do Instituto Igarapé e consultora do World Bank Group, para abordar os principais desafios para a diminuição das desigualdades de gênero no âmbito das instituições internacionais e da política global.

O evento será transmitido ao vivo pelo canal da FGV no YouTube, em inglês, e não haverá tradução simultânea. 

A busca por igualdade de gênero apresenta crescente centralidade nos objetivos de instituições internacionais. O término da contínua discriminação contra as mulheres é um direito humano básico e é essencial para o cumprimento das metas de desenvolvimento e para a redução das desigualdades em sentido mais amplo. Apesar disso, a desigualdade de gênero mantém-se como um dos maiores desafios para a governança global. Falta de representatividade em vários níveis da política e em cargos de liderança, violência sexual e doméstica, bem como a menor remuneração, são alguns dos maiores problemas enfrentados em nível global.

Palestrantes
Mariko Saito
Equipe de Gênero do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Mariko Saito apresenta mais de vinte anos de experiência na promoção da igualdade de gênero e empoderamento de mulheres globalmente e no Japão. Trabalha na defesa de políticas, treinamento, desenvolvimento, implementação, monitoramento e avaliação de programas nesse âmbito. As principais responsabilidades exercidas incluem a gerência do Programa e posterior consultoria na Equipe de Gênero do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Foi consultora de curto prazo para o PNUD Bratislava e PNUD da Mongólia; consultora regular do Instituto das Nações Unidas para Treinamento e Pesquisa (UNITAR) em Hiroshima, Japão; e ex-coordenadora nacional do Programa Global ONU Mulheres/OIT/UE, WE EMPOWER Japan. Atualmente, é Diretora de uma ONG japonesa, a Plataforma de Ação de Gênero. Possui Bacharel em Administração de Empresas Internacionais e Estudos Comparativos em Cultura pela Sophia University (Tóquio) e é Mestre em Estudos Asiáticos, pela Cornell University (estudos interdisciplinares com foco em questões de gênero e desenvolvimento no Vietnã). É especialista em integrar gênero nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), mulheres em liderança, gênero e negócios por meio dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs) da ONU.

Renata Giannini
Instituto Igarapé

A Dra. Renata Giannini é pesquisadora sênior do Instituto Igarapé e consultora do Banco Mundial, em questões relacionadas ao impacto de projetos de infraestrutura nas relações de gênero e segurança. Ela é especialista em gênero e já facilitou diversos cursos, treinamentos e capacitações sobre o assunto em organizações militares e internacionais como a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL), Nações Unidas e a Organização para a Segurança e Cooperação da Europa (OCDE). No Brasil, ela foi Membro do grupo de trabalho Bertha Lutz, responsável pela elaboração do Plano Nacional de Ação do Brasil sobre a resolução 1325 das Nações Unidas. Suas principais áreas de interesse são: segurança pública, estratégias de redução e prevenção da violência, violência contra mulheres e meninas e a agenda sobre mulheres, paz e segurança.

Local