Duração do curso
4 ANOS
Período de inscrição
29/06 - 22/10/2021

Carreiras

Centro de carreiras

A Escola de Relações Internacionais enfatiza a inserção profissional de seus estudantes de forma inovadora. Nosso foco é preparar estudantes para seguir quaisquer das carreiras possíveis para internacionalistas, por meio da oferta de ferramentas que preparam os egressos adequadamente para o caminho que escolherem — seja trabalhar em instituições internacionais, no setor público, no setor privado ou no âmbito acadêmico. Estas ferramentas incluem oficinas profissionais dentro do âmbito da Clínica de Habilidades, Conversas de Carreiras, Mentoria com Alumni, e edital para apoio à Projetos de Extensão e iniciativas dos alunos.

Oficinas Profissionais:
Algumas aulas oferecidas pela Clínica foram pensadas como forma de ajudar o aluno a dar os primeiros passos no mercado de trabalho. Alguns exemplos de oficinas são:

alunos lado a lado assistindo uma palestra
  • Planejamento Pessoal de Carreira
  • Entrevistas de Emprego
  • Como Preparar um Currículo
  • Preparando sua Carreira em Organismos Internacionais
  • Como Escrever uma Carta de Motivação
  • Networking e Construindo Relacionamentos

Mercado de Trabalho

A formação em Relações Internacionais qualifica o estudante a construir a sua própria carreira nos setores público e privado, no Brasil e no exterior. A marca registrada de nosso egresso é o domínio das habilidades e competências necessárias para resolver problemas por meio da aplicação prática de teorias, métodos e técnicas de análise ancoradas em tecnologia de ponta. Veja abaixo algumas das possibilidades de carreira para o egresso do curso de Relações Internacionais.

EMPRESARIAL

Relações institucionais e governamentais de empresas multinacionais e start-ups de alcance global.

Diplomacia empresarial, internacionalização de empresas, promoção comercial e comércio exterior.

Assessoria a equipes de negociação em ambientes de conflit

MERCADO FINANCEIRO

Mensuração e avaliação de risco político para bancos privados nacionais e estrangeiros, BOVESPA e hedge funds no Brasil e no exterior.

RISCO POLÍTICO

  • Análise para consultorias de risco político.
  • Identificação de soluções para crises de imagem, assessoria parlamentar e representação de interesses de empresas privadas junto ao setor público.
  • Elaboração de campanhas sociais, advocacy, promoção de iniciativas de responsabilidade social das empresas.

SOCIEDADE CIVIL

Elaboração de projetos para organismos de alcance global como Greenpeace, Human Rights Watch e Anistia Internacional ou organizações filantrópicas internacionais como Fundação Bill and Melinda Gates, Fundação Ford e Fundação Fullbright.

Captação de financiamento e campanhas de advocacy para organismos de alcance local que, sendo pequenos, precisam maximizar e mensurar com precisão o seu impacto social.

ORGANISMOS INTERNACIONAIS

  • Gestão de projetos e avaliação de impacto em órgãos tais como Secretariado Geral da ONU, UNICEF, Alto Comissariado para Refugiados, Organização Mundial da Saúde.
  • Monitoramento de projetos e gestão de dados em instituições como Banco Mundial, Fundo Monetário Internacional, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Organização Mundial do Comércio, Banco dos BRICS.

CARREIRAS NO SERVIÇO PÚBLICO

  • Trabalho de gestão, negociação e interpretação de dados complexos em órgãos públicos, tais como Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), BNDES, Polícia Federal, Petrobras, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
  • Assessoria internacional junto ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e aos tribunais superiores do país.
  • Assessoria internacional para governos municipais e estaduais.

MÍDIAS

  • Cobertura internacional para a grande imprensa (jornais, blogs e televisão).
  • Assessoria de comunicação para governos, organismos internacionais ou empresas privadas.
  • Media training e gestão de imagem global de indivíduos, marcas ou governos.

CARREIRAS ACADÊMICAS E DE PESQUISA

  • Trabalho de pesquisa em instituições de ensino particulares e/ou públicas.
  • Docência em instituições de ensino particulares e/ou públicas..

Remuneração média:

Mais da metade dos recém-egressos em Relações Internacionais recebe salário mensal que oscila entre R$ 4.000,00 e R$ 9.000,00.

No serviço público, por exemplo, o salário para Terceiro-Secretário, o primeiro cargo na carreira diplomática, é de R$ 16.935,40 por mês (2017).

Nas Nações Unidas, o salário de nível inicial (P1-P3) da carreira de funcionário público internacional varia entre US$ 3.000,00 e US$ 6.000,00 ao mês.