Antônio Azeredo da Silveira

Sigla: AAS

Dados Biográficos

Titular: Antônio Francisco Azeredo da Silveira

Filiação: Flávio Amaro da Silveira e Léia Maria Azeredo da Silveira

Nascimento: 22/9/1917, Rio de Janeiro, RIO DE JANEIRO, Brasil

Cônjuge: May Paranhos Azeredo da Silveira

Falecimento: 27/4/1990, Rio de Janeiro, RIO DE JANEIRO, Brasil

Principais Atividades

  • Membro de delegação, Reunião da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL)1950,
  • Oficial de gabinete, Ministério das Relações Exteriores1953,
  • Chefe, Departamento de Administração do Itamarati1959,1961
  • Cônsul-geral, Embaixada do Brasil na França1961,1963
  • Chefe, Departamento de Administração do Itamarati1963,1966
  • Chefe, Delegação Permanente da ONU1966,1968
  • Embaixador, Embaixada do Brasil na Argentina1969,1974
  • Ministro de Estado, Ministério das Relações Exteriores1974,1979
  • Embaixador, Embaixada do Brasil nos Estados Unidos1979,1983
  • Embaixador, Embaixada do Brasil em Portugal1983,1985

Outras Atividades

Trabalhou como auxiliar do consulado brasileiro em São Francisco, EUA (set/1937-fev/1941); foi designado, através de concurso, cônsul de terceira classe (dez/1943); foi auxiliar do chefe do Departamento de Administração do Itamarati (jan/1944-mai/1945); diplomou-se pelo Instituto Rio Branco (1944); foi transferido como 3º secretário para Havana, Cuba (abr/1947); promovido a 2º secretário (nov/1947); integrou a delegação brasileira à Conferência de Comércio e Emprego das Nações Unidas, em Cuba (Cice) (nov/1947); foi encarregado de negócios em Cuba (jun/1948); foi designado secretário da missão às solenidades de posse do presidente de Cuba (jun/1948); trabalhou na embaixada brasileira em Buenos Aires (fev/1949); foi novamente auxiliar do chefe de Departamento de Administração do Itamarati (jan/1951); integrou a comissão de estudo e planejamento do edifício do Ministério das Relações Exteriores (mar/1952); integrou também a comissão para a reforma dos serviços da Secretaria de Estado e dos quadros desse Ministério (ago/1952); participou da conferência da CEPAL, no Rio de Janeiro (abr/1953); foi promovido a 1º secretário (dez/1953); foi secretário-geral da reunião dos chefes de missão dos países membros da OEA, no Rio de Janeiro (jan/1954); trabalhou como secretário-geral da delegação do Brasil à X Conferência Interamericana, em Caracas (fev/1955); trabalhou na embaixada do Brasil em Madri, Espanha (set/1954-set/1956); foi transferido como consul para a embaixada do Brasil em Florença, Itália (set/1956-mar/1957); chefiou a Comissão Brasileira de Seleção de Imigrantes na Europa e a delegação do Brasil à conferência sobre cursos de aperfeiçoamento profissional para imigrantes do Comitê Intergovernamental para Migrações Européias (CIME) em Genebra, Suíça (1957); foi transferido para Roma (1957-out/1958); foi membro da delegação brasileira às reuniões da comissão executiva e do conselho deliberativo do CIME, em Genebra (1958); chefiou a Divisão de Pessoal do Itamarati (out/1958); promovido a conselheiro (mai/1959); assumiu interinamente a chefia do Departamento de Administração do Itamarati e representou esse ministério no grupo de trabalho para a transferência dos órgãos federais para Brasília (ago/1959); promovido a ministro de 2ª classe (dez/1959); promovido a ministro de 1ª classe (jan/1964); foi nomeado presidente da Comissão de Representação no Exterior (dez/1964); chefiou a missão de coordenação de iniciativas e propostas para a II Conferência Interamericana Extraordinária, Rio de Janeiro (1965); participou da reunião dos chefes de missão no Leste europeu, Viena, Áustria (1965); chefiou diversas delegações brasileiras (1966-1968); aposentou-se em 1985.

Documentos Textuais

  • Manuscritos - 59358

Documentos Impressos

  • Livros - 123
  • Capítulos de Livros - 2
  • Periódicos - 20
  • Exemplares de Periódicos - 36
  • Artigos de Periódicos - 18

Documentos Audiovisuais


  • Iconografia
    • foto - 14

Histórico

Remessa(s)de documentos encaminhados ao CPDOC após a organização do arquivo encontra(m)-se aguardando tratamento.

Análise da Documentação

Documentos textuais: a documentação do arquivo Antônio Azeredo da Silveira abrange o período de 1909 a 1985. Organizada em 16 séries, cobre as principais funções exercidas pelo titular durante sua vida pública. A série DOCUMENTAÇÃO PESSOAL é constituída de 6 dossiês, abrangendo o período de 1909 a 1961, e que tratam dos diplomas, certidões, currículos, dos assuntos bancários, da venda e compra de imóveis, das declarações de imposto de renda do titular, etc. A série TRABALHOS DE TERCEIROS é composta de um único dossiê que reúne trabalhos, textos e discursos, recebidos e acumulados por Azeredo da Silveira no decorrer de sua vida pública. O mesmo acontece com a série SECRETÁRIO EM HAVANA,com um único dossiê (Conferência de Comércio e Emprego da ONU) versando sobre a participação de Azeredo da Silveira como secretário executivo da delegação brasileira nesta Conferência (nov.1947- fev.1948). Há também um único dossiê na série AUXILIAR DO CHEFE DO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DO MRE (DA I), tratando da participação de Azeredo da Silveira no Projeto de Reforma Administrativa do MRE, durante o período de 1952-1954. Esse projeto abrange mudanças na estrutura administrativa do Itamaraty e na carreira diplomática brasileira. A série OFICIAL DE GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO é composta de 3 dossiês (1953 - 1954),versando sobre a participação do titular na X Conferência Interamericana em Caracas, em 1954; atuação na Convenção de Conduta de Brasil-Portugal e na Reunião dos Embaixadores do Brasil nos Países Membros da OEA. A série CHEFE DA COMISSÃO BRASILEIRA DE SELEÇÃO DE IMIGRANTES NA EUROPA(1957) abrange um único dossiê sobre atuação do titular na seleção de refugiados húngaros na Iugoslávia. Apenas 2 documentos constituem a série CHEFE DA DIVISÃO DE PESSOAL DO MRE no ano de 1958. O material relativo a sua passagem por Paris está reunido no único dossiê da série CÔNSUL GERAL EM PARIS (1961 a 1963). Já a série CHEFE DO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DO MRE (DA II), bastante volumosa,tem sua documentação agrupada em 11 dossiês, cobrindo os períodos de 1959 a 1961 e 1961 a 1963.Um dos seus dossiês mais importantes é a Reforma Administrativa do MRE, cuja documentação retrata a participação de Azeredo da Silveira no Grupo de Trabalho para essa Reforma e na Comissão de Reforma Administrativa. Outro dossiê que merece destaque é o sobre a SEPRO - Serviço de Propaganda e Expansão Comercial do Brasil, no exterior. A documentação da série CHEFE DAS DELEGAÇÕES DA OEA, abrangendo o período de 1965 a 1966,está reunida em 3 dossiês retratando a participação do titular na Comissão Especial da OEA (Panamá 1966), na II Conferência Interamericana Extraordinária e no Comitê Interamericano de Aliança para o Progresso. A série CHEFE DA DELBRAGEN também é bastante volumosa. Cobrindo o período que Azeredo atua com embaixador brasileiro, na ONU, em Genebra (1966 a 1968), a série é composta de 10 dossiês, dos quais o mais volumoso é o que reúne a documentação sobre a UNCTAD (2042 docs.). Entre os demais dossiês destacam-se os sobre GATT, CECLA e ENDC. Na série EMBAIXADOR EM BUENOS AIRES (1969-1974), encontram-se 6 dossiês, dos quais o mais significativo diz respeito aos recursos naturais da Bacia do Prata. Há também documentação sobre a CECLA, e as políticas interna e externa da Argentina, além de assuntos diversos. A série MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, a mais volumosa e com a documentação mais significativa do arquivo, é constituída de 11 subséries, que reúnem 7.925 documentos em 78 dossiês. São elas: subsérie Assuntos Gerais ; subsérie Relações Bilaterais , cujos dossiês estão agrupados por países ou regiões; subsérie ONU, retratando a atuação de Azeredo da Silveira nas Assembléias Gerais das Nações Unidas de 1974 a 1978; subsérie Brasil-EUA, com destaque para os dossiês Correspondência com Kissinger e Subsídios para Conversações com Kissinger; subsérie Despachos com o Presidente Geisel; constituída de informações e lembretes para o presidente da República; subsérie Assuntos Interamericanos cujos dossiês versam sobre OEA, Canal do Panamá, cooperação amazônica, integração econômica e desarmamento na América Latina; subsérie Viagens do Ministro constituída de encadernados com telegramas expedidos e recebidos pelo titular, no período em que se ausenta por motivo de viagens; subsérie Bacia do Prata; subsérie Política Nuclear, cujo dossiê mais importante reúne a documentação sobre o Acordo Nuclear Brasil-Alemanha; subsérie Viagens do Presidente Geisel e subsérie Assuntos Gerais. A série EMBAIXADA EM WASHINGTON está agrupada em 19 dossiês que reúne documentação relativa à gestão do titular na Embaixada brasileira nos Estados Unidos retratando, sobretudo, as relações econômicas e políticas entre os dois países. E, por fim, a série EMBAIXADOR EM PORTUGAL com 11 dossiês cobrindo o período da gestão de Azeredo da Silveira em Lisboa.